9 de jun de 2006

Quem diz o que quer ouve o que não quer

Toma uma 51 e só fala besteira, não aprende!

Ronaldo rebate indagação do presidente

Globo Online, TV Globo e CBN, 09/06/06
O atacante Ronaldo rebateu, nesta sexta-feira, a indagação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre seu peso, lembrando de boatos sobre supostos abusos de Lula com a bebida. Nessa quinta-feira, em videoconferência com a seleção, Lula indagou Parreira se Ronaldo estaria realmente gordo. Assim como ele falou que eu estou gordo, todo mundo diz que ele bebe para caramba. Tanto é mentira que eu estou gordo, como também deve ser mentira que ele bebe para caramba - afirmou Ronaldo, quando perguntado por jornalistas sobre o que achou da indagação do presidente.
Mais cedo, em entrevista que deu aos jornalistas de rádio, o Fenômeno já tinha se mostrado insatisfeito com a declaração do presidente e disse que o presidente deve ter sido influenciado pela impresa. O presidente também deve ter entrado na onda da imprensa que vem repetindo isso (que ele estaria gordo). Eu também teria várias perguntas ao presidente, mas fomos proibidos de perguntar alguma coisa (durante a videoconferência) - disse Ronaldo, que foi o único jogador que não participou da videoconferência porque estava se recuperando da febre. O craque também se mostrou magoado com a imprensa e disse que merecia mais respeito por causa de sua trajetória na seleção brasileira. Fico chateado somente com as especulações que a imprensa brasileira fez ao meu respeito. Parece que eu estou sempre passando por um teste. Acho que pela minha trajetória e pelo meu currículo na seleção brasileira, eu mereço muito mais respeito do que está ocorrendo agora - desabafou. Desde que começou a cobertura da Copa, o noticiário tem incomodado o craque. Inicialmente, a polêmica estava em torno de seu peso, mas depois estendeu-se a outras questões como a ida a duas boates (uma na Suíça e outra já na Alemanha), as bolhas no pé e a febre, que o retirou do treino dessa quinta-feira. Nesta sexta-feira, no entanto, Ronaldo acordou recuperado da febre, que chegou a 38,5 graus e foi causada por uma infecção das vias respiratórias superiores, e participou normalmente do treino coletivo.