30 de set de 2005

Mancada de Jornal


A matéria completa pode ser lida clicando aqui. Mas o cara, com espaço sobrando na página tacou um ideograma que não era ideograma. E aí virando o desenho 90 graus anti-horário vemos que na verdade o leitor do jornal foi mandado "sifu". Não deixe de ler.

Excesso de Democracia

Ontem vi na televisão nosso presidente Lulla defendendo Chavez, dizendo que na Venezuela há excesso de democracia.

29 de set de 2005

O ex-Ministro e o Presidente

Pronto. Agora teremos o ex-Ministro do Lulla presidindo a Câmara dos Deputados. Hoje de manhã ele falou no bom Dia Brasil, que é contra a cláusula de barreira de 5%. A se instituir esta cláusula, reduziremos o número de partidos. Redizindo o percentual da cláusula de barreira para 2%, como ele e alguns deputados querem, em vez de diminuir iremos aumentar o número de partidos políticos. Haja democracia para aguentar isto.
Precisamos diminuir não só o número de partidos como o número de parlamentares. Por exemplo, senadores por estado, temos que diminuir de 3 para 2 por estado. E o de deputados de 500 e poucos para uns 350 no máximo. Para uma republiqueta como a nossa, está mais do que bom. Quando é que eles vão se mexer para isto?
O novo Presidente já foi logo se encontrar com o Presidente. - Zé Dirceu, prepara aí mais uma grana para o MENSALÃO 2.

28 de set de 2005

Sou mais o Pedro Paulo


Hoje apareceu o Lula de quimono na capa do jornal O Globo. Sou mais o meu sobrinho Pedro Paulo que aparece aí no pódio com a medalha de ouro. O garoto já tem uma coleção farta de medalhas. Vá em frente Pedro e parabéns.

Ohh Anta

From: "Veja Essa, Veja Ed.1925
"Estou pronto para a briga. Também vou entrar no tapume."
Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República, confundindo tatame com tapume ao receber judocas brasileiros que participaram do Mundial de Judô do Cairo
Foto: Eraldo Perez/AP

Dedo de Deus


Estou para subir a serra de Teresópolis há uns 3 meses. Quando estou quase indo, pinta uma massa de ar polar. E sem ter aquela pele do urso não dá para encarar. Já estamos beirando outubro e faz frio no Rio. Imagina lá. Esta foto foi tirada há uns dois anos, do Mirante da Colina. No fundo o Dedo de Deus. Dois anos se passaram e mais prédios surgiram, principalmente no bairro dos Agriões. A distribuição de propaganda imobiliária nos sinais (farol como dizem os paulistas) continua firme. Os "Sérgios Dourados" da vida estão por lá agora.

Star of Excelence


Star of Excelence era uma premiação dada pela "viúva quando ela era rica" para o funcionário eleito anualmente pelos gerentes de primeira linha. O de 2003 foi meu. Além de ganhar uma estrela em pedra, pintava um jantar dos supervisores com os caciques e mais um chequinho. Estes comes & bebes por conta da "viúva" é que eram bons. Valia aqueles sorrisos tipo "colgate".

Aldo ou Nonô


O melhor discurso foi o de Alceu Colares. Mas teve 18 votos no primeiro turno e está fora. O Bolsonaro concorreu e não teve voto. Nem ele votou nele. Usou o espaço para falar mau do Lulla. Ciro Nogueira, afilhado do Zeferino, teve 76. Fleury teve 41. Mais um pouco e vai começar o desempate entre Aldo e Nonô. Cada um teve 182 votos. Tem 135 votos para serem captados pelos candidatos do 2o.turno. Entre os dois fico com o Nonô. Pela independência dos poderes. Por que o presidente da câmara tem que ser escolhido pelo presidente Lulla? Não dá! Para limpar a área e cassar os que estiveram envolvidos em caixa 2 precisamos de alguém que não esteja envolvido com o executivo, PT, Marcos Valério. Aldo é testemunha de defesa do processo de cassação de Zé Dirceu. Pode isto? Vamos aguardar.

27 de set de 2005

ZD no Conselho de Ética

Chove, chove e faz frio no Rio de Janeiro. Imagine em Teresópolis! O jeito e ficar na rede, com o notebook e assistindo televisão. Zapeando, parei na Globonews onde o Zé Dirceu depõe na Comissão de Ética da Câmara. Já encheu o saco os caras ficarem falando a mesma coisa. No caso o ZD não participou e não sabe de nada. O presidente é o Lula o do PT era José Genoíno o tesoureiro era o Delúbio o homem da mala o Marcos Valério. "Perguntem a eles", disse para o relator.

26 de set de 2005


Quarta-feira temos votação na Câmara dos Deputados para eleger o substituto do Severino. Vários canditatos se apresentam, inclusive o do nosso presidente Lulla, Aldo Rebelo.

Mais um Econonheiro ou Engemista


Final de 1978, Hotel Nacional, São Conrado, Rio de Janeiro. Formatura da primeira turma da Candido Mendes de Ipanema. Estava eu aí assinando o Livrão. Nosso paraninfo foi o Carlos Lessa. Curti muito a cerimônia, a beca e a turma. Apesar da primeira turma ter começado em 1973 e formado em 1976, me atrasei dois anos por conta de algumas reprovações. Tava mais novinho e de vez em quando a cabeça estava em outro lugar que não a sala de aula. Éhhh os caras não eram moles não. "Escreveu não leu o pau comeu". Já a segunda, Engenharia Mecânica na Souza Marques, 10 anos depois, não houve reprovações. Já tinha uma certa experiência para "correr atrás do prejuízo". A formatura foi no Rio Centro e não tem foto.

Entre Céu e Inferno

O texto abaixo foi um "copy and paste" de parte do post da Cora Rónai de hoje. Para ler o post inteiro clique aqui.

"...
Como é que alguém pode viver numa cidade odiada pelo presidente, abandonada pelos governadores e esquecida pelo prefeito? Como é que alguém pode viver numa cidade onde não existe mais segurança alguma, ou vestígios de qualquer coisa semelhante a ordem? Como é que se pode viver numa cidade tomada pela bandidagem e pelas ervas daninhas, suja e esburacada, cheia de mendigos, assaltantes e menores de rua que metem medo até na polícia? Como é que se pode viver numa cidade onde a polícia federal -- a polícia federal! -- é roubada diante de todos?!
Por que não vamos embora deste inferno para um lugar decente, onde se pode viver em paz, andar pelas ruas a qualquer hora e usar transporte coletivo sem risco de vida? Por que nos sujeitamos, de livre e espontânea vontade, ao descaso e ao cinismo das autoridades, à angústia, à violência?..."

23 de set de 2005

Almoço no Dom Zelittus

Hoje, aconteceu o almoço para comemorar os aniversários da Cássia e o meu. Mais o da Cássia do que o meu. Quando você entra na fase dos "enta" - quarenta, cinquenta, etc., você não quer nem lembrar que mais um ano se passou. Mas foi legal rever e conversar com a galera. Um pouco corrido, pois a galera ainda tem patrão para prestar conta. Mas foi bom relembrar o caminho que fiz durante 25 anos para ir e voltar do trabalho. A galera continua firme na luta. Observei que pelo tempo que passou tive que dirigir na ida e na volta. "Naqueles tempos" o carro ia e voltava sozinho.




22 de set de 2005

Mais um Morto em Assalto

Para quem já foi assaltado 3 vezes, andando com o carro nesta cidade, fica fácil entender porque hoje, mais uma pessoa morreu em consequência de ter reagido a um assalto. O fato ocorreu hoje de manhã cedo na rua Hadock Lobo. É Hadock Lobo, não foi lá dentro da Maré e nem da Rocinha. Sua namorada foi hospitalizada pois foi atingida por bala. A imagem que vi da Pajero mostra que uns 5 tiros foram disparados. Esses bandidinhos são f*#a. Não valem nada. Deveriam ter o mesmo destino da vítima. Eram dois e estavam numa moto. No meu último assalto (é agora temos que falar assim - meu último, o número 3, e por aí vai) eram 4 em duas motos, sendo que os garupas me apontaram cada um, uma pistola. Disse que fica fácil entender a morte do motorista, porque estamos cansados de saber que não devemos reagir. Ao menor sinal de reação eles atiram. Mas nos 20 a 30 segundos entre os gritos de "PÁAAARA, PÁAAARA" até você parar o carro, você pensa um monte de coisas. Vou acelerar. Vou frear e dar ré. Vou dar um "cavalo de pau" (será que eu sei fazer isto?). E por aí vai. No último assalto, cheguei a vê-los pelo retrovisor. Duas motos novas, quatro caras sem capacete, idade entre 17 a 21 anos. E pensei é assalto. Então retornei (a pista era dupla, com canteiro central). Fiz um retorno rápido e aberto e pensei que, se o escolhido não fosse eu (tinham mais manés na pista) eles iriam em frente. Que nada, já tava escolhido o "mané". Retornaram comigo e já começaram a gritar: "NÃO FOGE NÃO QUE VOCÊ MORRE". "VOU ATIRAR". Pelo menos avisaram.
Então, assim estão as coisas aqui no Rio. Bandidos para todos os lados. E de várias facções. Até o dinheiro confiscado da máfia da cocaína embalada no bucho, tipo exportação, sumiu! E olha que estava dentro das instalações da Polícia Federal. Nas outras cidades, não sei como está situação. E finalmente em Brasília vemos que o Biu pede demissão e diz que vai sair "empobrecido da política". Claro, começou hoje, quando teve que deixar a residencia oficial da presidencia da câmara que nós cidadãos brasileiros pagamos para ele. Vai ter que enfiar a mão no bolso para tomar um cafezinho no restaurante do Buani! Pior. Qualquer hora destas está de volta, eleito por este povo que se contenta com uma camiseta.

20 de set de 2005

Papo da Turma da Pracinha

Hoje aconteceu o XVIII Encontro da Turma da Pracinha. Estava presente no encontro, pela primeira vez, nosso compranheiro Evandro que mora nos EUA há mais de 20 anos. Foi no Bar Paz e Amor na Garcia D'Ávila. Rolou muita conversa, muito chopp, e muitas recordações. Alguns confrades ausentes, mas no geral a galera prestigiou o encontro. Já foi convocado o próximo - "Bobó de Camarão da Dona Geni", lá em Niterói, no próximo mês.





18 de set de 2005

Churrascaria do Passado



No tempo que a viúva era rica, não existiam os Porcãos, Mário's e Estrelas do Sul da vida. Por volta dos anos 70 o almoço de final de ano da empresa era feito em uma churrascaria rodízio em São Cristóvão, no estilo galpão, com aquelas mesas e bancos compridos. Comia-se bem e barato, mas comparado com as de hoje, realmente estávamos na idade da pedra lascada. Aí temos peãozada da fábrica, funcionários do escritório e pessoal de vendas. Eu estou aí no estilo cabelo grande.

A Justiça e a Vergonha

Cópia da coluna do André Petry da revista Veja.

"Jefferson poderia comprar mais de 130 000 kits de queijo, biscoito e desodorante com o dinheiro sujo do PT. Mas Jefferson não é Sueli para dormir no xadrez"

Paulo Maluf e seu filho Flávio estão presos, mas não por muito tempo. Afinal, eles não são Rosimeire Rosa de Jesus. Ela é negra, tem 33 anos e está presa desde 20 de agosto de 2004. O motivo: tentou roubar uma ducha elétrica de um supermercado, em São Paulo. A ducha custa 19 reais. Rosimeire foi condenada a onze meses e vinte dias de cadeia, com um detalhe inacreditável: sem direito a apelar em liberdade. Num país em que assassino, ladrão e traficante podem apelar em liberdade, uma coitada que tenta furtar uma ducha para dar banho quente no filho pequeno tem de ficar presa. A isso dá-se o nome de Justiça brasileira.

Roberto Jefferson perdeu o mandato mas não perderá a liberdade. Quer apostar? Ele botou a mão em 4 milhões de reais em dinheiro clandestino, saído do esgoto do PT. Não furtou um queijo branco, dois pacotes de biscoito e bisnagas de desodorante. Sueli da Silva tem 45 anos, é negra e está presa desde o dia 30 de junho do ano passado devido à tentativa de furtar essas ninharias num supermercado, em São Paulo. Sueli foi condenada a um ano e quatro meses de cadeia. Os produtos que tentou furtar custavam, somados, 30 reais. Jefferson poderia comprar mais de 130.000 kits de queijo, biscoito e desodorante com o dinheiro sujo do PT. Mas Jefferson não é Sueli para dormir no xadrez, ora essa.

Os deputados do mensalão vão ser cassados, mas não vão passar nem uma semana no xilindró. Rosana Evangelista Santos, 36 anos, negra, cinco filhos, ficou bem mais que uma semana na cadeia. Seu crime: tentou furtar dois pacotes de fraldas descartáveis – o preço: 13,80 reais – numa loja chamada Bebê Alegria. A Pastoral Carcerária suspeita que Rosana seja portadora do vírus HIV. Ela foi presa em março passado e, numa vitória incomum para pretos e pobres, conseguiu o direito de responder o processo em liberdade. Nossa Justiça não é o máximo da generosidade?

Severino Cavalcanti perderá o cargo, o mandato, mas para a cadeia não vai. Emília Ferreira, 23 anos, branca, três filhos, nunca recebeu mensalinho nem mensalão, mas foi presa em 17 de janeiro de 2004. O crime: tentativa de furto de um carrinho de bebê e outros produtos infantis. Emília cumpriu toda a pena: 21 meses de prisão. Foi libertada na sexta-feira passada. No Brasil, só quem é preto e pobre cumpre pena integral. Em 1992, o então deputado Osvaldo dos Reis Mutran, de Belém do Pará, matou um fiscal da Receita e pegou dez anos de cadeia. Cumpriu parte da pena e foi solto. Em 2002, quando ainda deveria estar preso pela sentença original, Mutran, homem de família riquíssima, matou um menino de 8 anos com um tiro na cabeça, crime do qual – pasme, leitor! – acaba de ser absolvido. Mutran, o assassino, cumpre parte da pena, é solto, mata de novo e sai absolvido. Emília, a perigosíssima assaltante de produtos infantis, fica na cadeia até o último dia de sua pena. Emília era primária. Não tinha antecedentes criminais.

Maluf, Jefferson, deputados do mensalão e Severino podem ficar tranqüilos que a Justiça não os abandonará. Rosimeire, Sueli, Rosana e Emília só contam com a advogada Sonia Drigo, que as defende gratuitamente em nome de um sonho: o sonho de fazer com que um dia, quem sabe um dia, a Justiça deixe de nos dar vergonha.

17 de set de 2005

"Vamos Tirar do Lixo"

Face ao minguado investimento do governo federal em obras, como manutenção e construção de estradas, por exemplo, a "biliscada" do PT tem sido direcionada para os municípios, e para as empreiteiras do lixo. E o Lulla, o Zé Dirceu e o Genoíno não sabem de nada e não viram nada.

13 de set de 2005

Depoimento de Genoíno





Globo News, depoimento do José Genoíno: Mais um que não viu, não ouviu e não sabe de nada. E era apenas o presidente do partido do Lulla Lau. Mais um atestado de idiota que recebi.

As Apostas de Severino


Apostas no Lloyd de Londres (aceita qualquer tipo de aposta) sobre o mandato de Severino: Quem garante que Severino continuará presidente, aposta 1 libra e recebe 150 libras. Quem diz que Severino será cassado aposta 1 libra e recebe a mesma libra de volta.

10 de set de 2005

Rouba mas Faz


Cansei de ouvir de colegas de trabalho de São Paulo, ROUBA MAS FAZ. Quando questionava sobre como Maluf se elegia, apesar de se falar que a prática do superfaturamento nas obras públicas era comum no governo dele. Sempre discordei. Mas finalmente vemos que o pai e o filho estão em cana. Por pouco tempo. Um "habeas corpus" será conseguido e eles vão ser soltos já já. Até que o processo chegue no final, o que no Brasil demora muito, e se condenados voltem para cadeia. Acho difícil. Se o processo não tiver direitinho e com todas as provas, o Juíz não condena. Vamos ver.
De qualquer maneira continuamos evoluindo. Para se prender todos os ladrões de colarinho branco deste país teremos que construir um SUPER CADEÃO. Senão não dá. É muita gente.

8 de set de 2005

Não é Novidade

Quando começou a campanha de desarmamento voluntário, a primeira coisa que veio na nossa cabeça, foi como o governo iria usar ou controlar as armas devolvidas. Será que elas cairiam na mão da bandidagem, por meio de bandidos travestidos de policiais? Não deu outra.
Campanha tem armas desviadas

Plínio Delphino*
SÃO PAULO. Oitenta e três armas entregues espontaneamente por seus proprietários na Campanha do Desarmamento e enviadas à Polícia Federal em São Paulo foram desviadas e parte delas já começa a aparecer nas mãos de bandidos. Das 83 armas, 11 foram apreendidas por policiais militares de Santos este ano com criminosos. A PF instaurou inquérito para apurar o desvio.
As armas desviadas são revólveres e pistolas entregues de julho de 2004 a maio de 2005. São 72 revólveres calibre 38; cinco pistolas calibre 7.65; três pistola calibre 380; dois revólveres calibre 32 e um revólver calibre 22.
A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo disse ter comunicado o problema ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos; ao Comando Sudeste do Exército e ao Ministério Público Federal.

Grã-Cruz do Rio Branco


No dia primeiro de setembro, Lula condecora o nosso Severino com a Grã-Cruz do Rio Branco. Quanto ao merecimento, a lei diz que o prêmio é dado "para galardoar as pessoas que, pelo seus serviços ou méritos excepcionais, se tenham tornado merecedores desta distinção". Porra este Lula só dá mancada. O cara presta um serviço excepcional a nação cobrando mensalinho do Seu Buani para renovar o contrato sem concorrência e para variar nosso presidente e seus assessores não sabem de nada, não veem nada. Não dá para aguardar o fim do mandato destes caras. Por mais que a oposição queira que o bode fique na sala, fedendo, até chegar mortinho nas próximas eleições, não concordo. Acho que nós merecemos mais do que isto aí.

4 de set de 2005

1 de set de 2005

Sai o Primeiro Relatório das Pizzas

Hoje de manhã a Comissão de ética, por unanimidade, votou pela cassação do Bob Jefferson. Agora vai a plenário. À tarde estão unidas e reunidas as duas CPMIs, do Correios e do Mensalão, para aprovar o primeiro relatório com 18 indiciados a cassação. Isto tudo porque a mídia e o povo começou a falar em cheiro de pizza, então eles atropelaram e mandaram esta pra nós. Será que vão parar por aí, ou vão continuar. Espero que continuem.
Agora, sem ter procuração do Bob, pois ele mesmo disse que sublimava o seu mandato (o que quer dizer isto?), acho que houve um certo atropelamento. Seus advogados de defesa saíram do plenário hoje, alegando cerceamento de defesa. Bom, na próxima encarnação (nesta não), já estou decidido a militar por esta área. Mas pelo que vi, eles tem razão. Ele é acusado de quebrar o decoro parlamentar, por ter acusado colegas do mensalão, sem que tenha ficado provado o fato. Isto foi dito pelo relator e reforçado pelos advogados de defesa do Bob. Mas dizer que Não ficou provado o mensalão, é brincadeira. Em segundo lugar, só agora à tarde é que está sendo lido o primeiro relatório parcial das duas CPMIs. Como então ele pode ser julgado antes. Acho que ele deve e vai ser cassado. Só acho que estão passando a carroça na frente do burro.