25 de set de 2007

Nota de Falecimento

Faleceu em 12 de Setembro de 2007, em Brasília, o Senado Federal, acometido por infecção etica e moral generalizada. A Instituição não resistiu à sessão secreta dos ilustres senadores e morreu longe do povo, por falência múltipla dos órgãos institucionais.

Que Deus nos dê forças para bradarmos a nossa indignação e nos ilumine para revertermos tamanha tragédia.

População Brasileira.
Recebido de uma amiga via e-mail

26 de jul de 2007

Será que Lulla está com Medo?

Concordo com o Reinaldo Azevedo quando ele escreveu: "Os verdadeiros culpados são a incompetência, a desídia, a leviandade, a ganância e a corrupção", referindo-se ao caos aéreo.

29 de jun de 2007

Carta a um Pai Equivocado

"Ludovico,

Permita-me o tratamento, visto nossa pouca diferença de idade. Somos da mesma geração. Nossas semelhanças, tenha certeza, param aí. Você deu a entrevista da semana - e isso, no país dos políticos mais criativos do mundo, como a ministra que manda "morador" de saguão de aeroporto relaxar e gozar, por exemplo - para tentar defender a barbaridade que seu filho fez. Presenteou o Brasil com um par de pérolas. A primeira, mais pitoresca, refere-se a uma certa "peculiaridade" feminina:

- Sirley é mais frágil por ser mulher, fica roxa com apenas uma encostada.

Não sei - e, sinceramente, nem quero saber - que mulheres são essas com quem você se relaciona. Melhor, então, tratarmos da segunda declaração, a mais estarrecedora, sobre seu filho e os parceiros dele:

- Eles não são bandidos. Prender, botar preso, juntar eles com outros bandidos... Essas pessoas que têm estudo, que têm caráter, junto com uns caras desses? Existem crimes piores.

São bandidos sim, Ludovico. A menos que não tenham sido eles os autores da barbaridade de espancar um ser humano indefeso, de graça, de brincadeira, para passar o tempo e espantar o tédio. Se o seu filho - Rubens Arruda, 19 anos, estudante de Direito, três refeições por dia há várias gerações - participou da selvageria, é bandido, sim. E lugar de bandido é na cadeia.

Você bem podia seguir o exemplo de centenas de pais e mães pobres, que entregam filhos à polícia por crimes menores e maiores do que o de Rubens. O interminável noticiário policial carioca está pontilhado de exemplos. É gente que estudou muito menos do que você, teve muito menos acesso à informação do que seu pimpolho - mas mostra muito mais cidadania. Nem se compara.

Aliás, muitos integrantes da mesma classe social que cerca você e seu filho de carinho e bem-estar costumam culpar pobres como Sirley pelos problemas do Rio e do mundo. Alguns até mandam para cá fotos antigas de encostas da cidade, antes do crescimento das favelas, com legendas naquele tom "veja só, que paraíso". Vivem confortáveis no paradoxo de querer pobres por perto, para usá-los como mão-de-obra barata - mas odeiam o que suas comunidades viram, bunkers de bandidos armados até os dentes. E se deixam dominar pelo preconceito, pelo ódio que só vai gerar mais violência. Mas talvez você seja uma exceção, que não pense assim. Tomara.

Para terminar, Ludovico, não se angustie, porque seu aborrecimento está por pouco. Você e seu filho receberam a bênção de nascer nessa terra morena e leniente com sua elite. Em alguns dias, poucos, Rubens estará à solta novamente - certamente bem antes de os ferimentos de Sirley cicatrizarem, mas aí, problema dela, né? A empregada que vá se tratar lá em Imbariê!

Como seu filho nasceu na classe certa, toda essa história vai virar apenas um constrangimento a ser evitado nas rodas sociais. Bobagem. Você ainda poderá fazer cara de aborrecido quando algum incauto lembrar do caso. Sorte sua e de Rubens, vocês são do Brasil.

Sem mais,

Aydano André Mota"

8 de jun de 2007

Apenas Duas Virtudes

Quando Deus fez o mundo, para que os homens prosperassem decidiu dar-lhes apenas duas virtudes. Assim:
- Aos Suíços os fez organizados e respeitadores da lei.

- Aos Ingleses, corajosos e estudiosos.

- Aos argentinos, chatos e arrogantes.

- Aos Japoneses, trabalhadores e disciplinados.

- Aos Italianos, alegres e românticos.

- Aos Franceses, cultos e finos.

- Aos Brasileiros, inteligentes, honestos e petistas.

O anjo anotou, mas logo em seguida, cheio de humildade e de medo, indagou:

- Senhor, a todos os povos do mundo foram dadas duas virtudes, porém, aos brasileiros foram dadas três! Isto não os fará soberbos em relação aos outros povos da terra?

- Muito bem observado, bom anjo! exclamou o Senhor.

- Isto é verdade!

- Façamos então uma correção! De agora em diante, os brasileiros, povo do meu coração, manterão estas três virtudes, mas nenhum deles poderá utilizar mais de duas simultaneamente, como os outros povos!

- Assim, o que for petista e honesto, não pode ser inteligente. O que for petista e inteligente, não pode ser honesto. E o que for inteligente e honesto, não pode ser petista.

Palavra do Senhor...

29 de mai de 2007

Estamos Pior do que o Iraque, Palestina ou Angola

Quando ando de carro aqui no Rio, fico tentando achar os bandidinhos, antes que eles me achem. Os bandidões a gente já sabe onde estão.
Atraso a minha saída de casa para o batente para após as 07:30, pois a partir daí o trânsito aumenta e dificulta a ação de fuga dos bandidos. Evito também estar na rua após as 19:00 hrs. Fico tentando, porque para quem já foi rendido 3 vezes, você acaba achando que, vendo eles antes de agir, possa existir alguma alternativa para você sair do bote.

Da última vêz vi duas motocicletas através do retrovisor interno se aproximando muito rapidamente. Motocicletas novas e coloridas. Quatro moleques subnutridos e sem capacetes. Só não sei identificar ainda a facção: CV? ADA? Unidos do Mensalão? Amigos da Gautama? Realmente não sei. Aí falei: Dancei, vou tentar retornar (a pista tinha canteiro no meio) pois se não tivesse sido eu o escolhido tinha saído fora e acelerado. Retornei meio acima da velocidade normal e as duas motos fizeram o retorno também, porém com um raio menor. E aí dou de cara com os garupas na minha janela mostrando as pistolas e gritando, pára, pára, perdeu! Aliás, bonita pistola. Estou com vontade de comprar uma dessas. Se alguém souber quem está vendendo, favor avisar. Pago a vista. Aaahhh e preciso também de bastante munição.

Bom, este foi o meu terceiro assalto (por volta de 2003-2004, as 06:30 horas em Mary Grace), e em todos os três eu estava andando no trânsito. E os caras chegaram para ultrapassar e mostraram as armas e mandaram parar. Hoje dirijo no estilo Felipe Massa e quer seja espanhol ou do CV, não deixo ninguém chegar do meu lado, quando o transito está livre. Fico até pensando em jogá-lo em cima de um poste ou dentro de um canal. Mas é só pensamento. Ainda não coloquei em prática. O Felipe Massa está mais adiantado que eu. Mandou o Alonso comer pedra e areia no Grande Prêmio da Espanha no início deste mês.

Feliz é aquele que nunca passou por isto e anda tranquilo pelas ruas do Rio (ou Brasil?). Continue com a sua tranquilidade e que Deus o ajude a nunca estar na hora errada no lugar errado.

Hoje, saindo do Tunel Noel Rosa, na Barão de São Francisco, encontro o primeiro sinal fechado, mas com carros na minha frente. Quando sou o cabeça da fila, avanço este sinal. Esta esquina tem cadáveres de motoristas na sua história. Tive que aguardar a galera sair. Venho pelo Noel Rosa, porque pela Marechal Rondon é pior, segundo os especialistas. O trecho entre o Noel Rosa e a UERJ é uma delícia para assaltar, segundo os bandidos. Que o diga um Detonauta destes aí da vida. Sinal abre e o outro da esquina da Praça Sete ainda está fechado. É normal. Desenvolvi uma hábito de deixar um espaço para o cara da frente. Um espaço bem grande até. Um carro e meio. E foi o que fiz. O carro da frente era um Ecoesporte amarelo e com vidros pretos. Não me lembro dele no outro sinal. Não via nada lá dentro. Na frente dele mais uns dois carros e na pista da direita outros tantos carros. Antes do sinal abrir um cara saiu pela porta direita da frente com um fuzil de última geração (tipo Core Duo ou Ipod) e maior do que ele. Deu para ver um carregador debaixo do fuzil para umas 50 balas tranquilamente (acho que vou precisar de um desses também, deve custar caro, mas deve ser fácil de achar, pois tem um montão nas mãos desses bandidinhos). Pela porta esquerda de trás, desceu outro bandidinho com uma das tais pistolas que me enchem os olhos. Quadradinha, grande prá "caruscka". Isto às três e meia da tarde, cheio de gente e carro na rua, e o cara escolhido, do Honda Civic prateado não saia. O sinal abriu, os carros da frente se foram, e ficaram o Ecoesporte amarelo e o Civic prata arrolhando o trânsito. Pensei em dar a ré, mas estava cheio de mané que nem eu, parado atrás. Só corujando o lance. O do fuzil deu umas 3 pancadinhas delicadas no vidro do cara, aí eu pensei, se não sair, ele vai gastar a munição. Mas aí o cara saiu (depois ele me falou que ficou nervoso e não conseguia soltar o cinto), o do fuzil arrancou o relógio do braço dele e entrou pela frente e assumiu a direção e o da pistola entrou pela porta de trás. Aceleraram e viraram a direita na Barão do Bom Retiro. Na frente foi o Ecoesporte, provavelmente para contabilizar o ganho, entocar um dos carros no Morro dos Macacos, e voltar para o trabalho. Ontem a noitinha no Meier foram 9 carros.

O tal de Felipe ficou que nem eu fiquei nos meus assaltos. Na calçada, chupando o dedo. Passei para a direita, parei o carro e ofereci carona para ele. Liguei para o 190 e comuniquei o fato, sem o número da placa. O carro não era dele, era emprestado e o documento foi embora junto com a pasta dele. Ele queria ir para a DP. Disse a ele: vai para casa, cancela cartão, cheque, celular, etc... e depois, com calma, vai a DP fazer o BO, porque sem o documento do carro os caras não fazem registro.

Este é o relato de quem já foi assaltado 3 vezes nas ruas do Rio e acha (acha não, tem certeza) que a vaca já foi pro brejo. E o pior, não teremos mais a presença do Governador (responsável mor pela segurança do Estado) SCF nos enterros. Assim ele falou (se referiu aos policiais, mas estou extendendo aos seres mortais comuns).

22 de mai de 2007

23 de jan de 2007

Carro da Polícia Federal Clonado


O Nissan originalmente era cinza. Foi roubada na sexta-feira e conduzido ao Morro do Alemão. O sistema GPS instalado nele registrou esta informação. É claro que a empresa de monitoramento avisou ao dono e a polícia. Mas provavelmente, nada foi feito. Aí a bandidagem fez uma reforma de modo eficientíssimo e o carro saiu no Domingo a noite, junto com outro também clonado, para o assalto ao pedágio da CONCER na Rio-Petrópolis. Em dois dias pintaram todo o carro e fizeram a caracterização da PF. Com um carro deste, todos uniformizados, com bonés bordados PF, os caras do pedágio acharam que eram policiais mesmo. Cada dia que passa vemos que estamos mais FÚ FÚ. Aonde isto vai parar. Veja a diferença apontada pelos policiais para identificar o carro falso. O emblema da porta são diferentes. O primeiro, que coloquei abaixo, é falso. E o segundo é o original. Observe bem este detalhe. Ele vai ser a sua salvação para identificar um carro falso da Polícia Federal. Hi hi hi!!!

Falso:
Verdadeiro:

18 de jan de 2007

Reunião do Mercosul no Rio

O nosso novo Governador está naquela fase de visitar hospitais, IMLs etc... e se mostra impressionado com a realidade. Esses governantes e políticos realmente vivem em outro mundo. Nós, cidadãos comuns, não precisamos visitar nada. Conhecemos a nossa realidade e sabemos que o abandono da coisa pública e a guerra civil já começaram aqui no Rio de Janeiro faz tempo. Enquanto a Guarda Nacional desfila no Quartel de Sulacap, bandidos assaltam vários carros no Tunel Rebouças na boca sentido Sul (Rio CompridoxLaranjeiras). Com essas favelas crescendo em todo o canto da cidade, o bandido tem o conforto de assaltar pertinho de casa. É só descer, assaltar e já está em casa. Sem engarrafamento ou estresse. Falam em criar mais moradias populares na Av Brasil. Vão melhorar o "corredor polonês" em que vivemos, só pode ser. E talvez para competir com a Linha Amarela e a Linha Vermelha. Deixam o MONSTRO se criar e crescer e depois não sabem o que fazer com ele. Um assalto só, a Ministra do Supremo, é muito pouco. Tinham que assaltar o Lulla e o seu Ministro da Justica. Que tal o casal Garotinho e o Cabral! Eles precisam de um banho de realidade.